sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Pronto, acabou... 4º Lugar não emprega ninguém...

Mais uma frustração para minha coleção...

Cheguei mais perto desta vez, mas chegar perto não emprega ninguém...

Deixa eu ficar quieta, é melhor...

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Eu querooooooo...

Chocolate, esperança, minha casa de volta e umas coisinhas mais...
Pode ser?

(Amanhã... Não sei se quero que chegue logo, por esperança, ou que não chegue, por puro medo... Porque eu sou assim? Afff...)

(Que p****)


Mais uma vez...


Tem tempos em que a tristeza me toma, me assalta, me estapeia e nem sei onde mais buscar força... (Ai que vontade de ir de vez pra "montanha"...)



Lua


Mais um dia que acaba
e a cidade parece dormir,
da janela vejo a luz que bate no chão
e penso em te possuir.
Noite após noite, há já muito tempo,
saio sem saber para onde vou,
chamo por ti, na sombra das ruas,
mas só a lua sabe quem eu sou.
Lua, lua,
eu quero ver o teu brilhar,
lua, lua, lua,
Eu quero ver o teu sorrir.

Leva-me contigo,
mostra-me onde estas,
é que o pior castigo
é viver assim, sem luz nem paz,
sozinho com o peso do caminho
que se fez para trás...
Lua, eu quero ver o teu brilhar,
no luar, no luar.

Homens de chapéu e cigarros compridos
vagueiam pelas ruas com olhares cheios de nada,
mulheres meio despidas encostadas à parede
fazem-me sinais que finjo não entender.
Loucas são as noites, que passo sem dormir,
loucas são as noites.
Os bares estão fechados já não há onde beber,
este silencio escuro não me deixa adormecer.
Loucas são as noites.

Refrão

Não há saudade sem regresso, não há noites sem
madrugada,
Ouço ao longe as guitarras, nas quais vou partir,
na névoa construo a minha estrada.

Loucas são as noites, que passo sem dormir,
loucas são as noites.
Loucas são as noites, que passo sem dormir,
loucas são as noites...

(http://www.youtube.com/watch?v=dmzvevbhr7A)

E em sonhos que eu nem consigo mais sonhar...


quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Me afastando por uns dias...

Vou ficar uns dias longe da internet, longe do mundo, das informações...

Vou ficar um pouco comigo...

Mas antes eu gostaria de dizer que não levem o que escrevo como espetadas ou indiretas pra vocês... Eu escrevo pra mim pois eu sempre volto e leio... É como se alguém escrevesse e eu fosse apenas leitora, mas no caso estou nos dois papeis: Observadora e observado.

Quem lê interpreta como bem quer mas não coloquem palavras nos meus dedos... 

Tenho tanta coisas se acumulando em mim que nem sei... Vou ver se consigo destrinchar um pouco delas neste afastamento, escrevendo em off para trazer aqui depois...

Tá na hora de conversar comigo e tentar me entender...

Que durante minha ausência sejam todos felizes e quando eu voltar permaneçam...

Se possível, façam uma prece por mim...

Abraço carinhoso... 

Cuidem-se crianças...

Até a volta...

Bye.

Essa o "Vinho" me disse certa feita...


Saudade das "embriagantes conversas"...
Dos "surtos" nas madrugadas...

(Lilás, como tu... Quiçá... Amém! Lembrei de ti quando vi... Sei que saberás disso...)

Achei bonito isso... Singelo e delicado...

"Mas chegará o instante em que me darás a mão,
não mais por solidão, mas como eu agora:
por amor."


Clarice Lispector

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

E eu amo mesmo... E tô sentindo muita falta delaaaaaa...


Só um pensamento... Do Caio, meu e do Universo...


‎"Parecia que o tempo não passava nunca. Mas passou. O tempo sempre passa, essa é a única certeza que a gente tem. Fora a morte, é claro. Mas hoje não quero pensar na morte. Quero pensar é na vida. Na minha nova vida."

- Caio Fernando Abreu

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Hoje eu posso dizer...

Mesmo que eu tenha agido contra mim a mão de Deus me amparou...

Senhor, obrigada por me devolver a vida...

Muito obrigada!

Que teus "anjos" estejam sempre "por perto"...

Já não sei quem sou nem pra onde devo ir...

Guia-me...

Que assim seja!!!!

Obrigada...

Antes eu te amava por muitos motivos... Motivos estes que eu nunca soube enumerar...

Hoje, além de todos os outros muitos motivos, eu te amo ainda mais um pouco...

Te devo um pouco mais... Te amo um pouco mais... Me sinto ligada a ti um pouco mais...

Pena que só me reste voltar a fugir de ti...

Que Deus te proteja e te guie por caminhos felizes...

Por amor, desejo que sejas amado e ame... E que este amor te preencha...

Novamente guardarei de ti as lembranças, a saudade e a certeza que nem tudo acaba quando termina...

Fique bem e que o Universo seja sempre teu amigo...

Obrigada, muito obrigada mesmo...

Perdoa se agora digo, e em letras bem visíveis...

Eu te amo!

Vai... A vida que você sempre sonhou te espera do outro lado da linha...

(Pode até parecer "sabedoria e grandeza" mas é apenas vontade de ver o outro sorrir, não importando se o sorriso que fica é desenhado de caneta em minha face...)

Agora que me dei conta...

Que quando eu chegar em casa mais tarde, serei eu sozinha de novo em meu mundo...

Deu um nó na garganta...

Depois de tantas adversidades não tinha me dado conta de que estou sem "segurança" hoje...

Me protege Senhor...

Fez, agora aguenta Menina...

Nossa, que coisa...

Que seja o que Deus permitir...

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Ai, porque quando eu quero o tempo não passa?


Dias arrastados, dores arrastadas, confusões arrastadas, angústias arrastadas...

Cansando de me arrastar...

E que o orgulho que habita em mim não me mate...

Sem muito o que dizer, mas dizendo...

Queria mesmo um pouco de "outra vida em minha vida"...

É, tô precisando de ajuda em mais áreas do que eu imaginava...

O que me consola é que Deus tá cuidando de mim...

Ai, ai...

Trabalhar no feriado, curtir a chuva no meu "cantinho", assistir mil episódios de "The OC"... Não tem preço...

Ainda bem que tem o "Pretinho", vulgo "Indinho", pra me distrair...

Ai, ai...