quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Sobre 2014...

Eu venci!!!!

Taí uma coisa que eu sabia mas que, em 2014, confirmei... 

Sou forte! Muito forte!

Obrigada Senhor!!!!!

(23:59)

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

E hoje eu resolvi "Gessinguerear"... (13)

Ouvindo, refletindo, vendo o quanto se aplica na minha vida e, rindo, sarcasticamente, porque "se fosse fácil achar o caminho das pedras, tanta pedra no caminho não seria ruim"...

E segue algumas coisas "de mim pra mim mesma" (só pra não deixar dúvida rs)...

"O pop não poupa ninguém"...

"Quantas vezes eu estive
Cara a cara com a pior metade?
A lembrança no espelho
A esperança na outra margem


Quantas vezes a gente sobrevive
À hora da verdade?
Na falta de algo melhor
Nunca me faltou coragem

Se eu soubesse antes o que sei agora
Erraria tudo exatamente igual

...
Surfando karmas e DNA
Eu não quero ter o que eu não tenho
Eu não tenho medo de errar!

Surfando karmas e DNA
Não quero ser o que eu não sou
Eu não sou maior que o mar


Na falta do que fazer, inventei a minha liberdade!"


"Eu não vim até aqui
Pra desistir agora
Entendo você
Se você quiser
Ir embora
Não vai ser a primeira vez
Nas últimas 24 horas
A ilha não se curva
Noite adentro
Vida afora


Toda a vida
O dia inteiro
Não seria exagero
Se depender de mim
Eu vou até o fim


Cada célula
Todo fio de cabelo
Falando assim
Parece exagero
Mas se depender de mim
Eu vou até fim"...


"Na verdade, "nada"
É uma palavra esperando tradução

...
O fogo ilumina muito, por muito pouco tempo
E muito pouco tempo
O fogo apaga tudo, tudo um dia vira luz
Toda vez que falta luz, o invisível nos salta aos olhos

...
Ontem à noite, eu conheci uma guria
Já era tarde, era quase dia
Era o princípio num precipício
Era o meu corpo que caía


Ontem à noite, a noite tava fria
Tudo queimava, nada aquecia
Ela apareceu, parecia tão sozinha
Parecia que era minha aquela solidão


Eu conheci uma guria, que eu já conhecia
De outros carnavais, com outras fantasias
Ela apareceu, parecia tão sozinha
Parecia que era minha aquela solidão"...


"Hoje os ventos do destino
Começaram a soprar
Nosso tempo de menino
Foi ficando para trás


Com a força de um moinho
Que trabalha devagar
Vai buscar o teu caminho
Nunca olha para trás

...
Hoje o céu está pesado
Vem chegando temporal
Nuvens negras do passado
Delirante flor do mal
Cometemos o pecado
De não saber perdoar
Sempre olhando para o mesmo lado
Feito estátuas de sal


Hoje o tempo escorre dos dedos da nossa mão
Ele não devolve o tempo perdido em vão
É um mensageiro das almas dos que virão ao mundo
Depois de nós"...


"Somos um exército, o exército de um homem só
No difícil exercício de viver em paz
Nesse exército, o exército de um homem só
Todos sabem
Que tanto faz
Ser culpado
Ou ser capaz
Tanto Faz..."


"Afinal de contas
O que nos trouxe até aqui, medo ou coragem?
Talvez nenhum dos dois
Sopra o vento, o carro passa, pela praça
E já foi, já foi

Por acaso eu fui à luta, eu quis pagar pra ver

Aonde leva essa loucura
Qual é a lógica do sistema
Onde estavam as armas químicas
O que diziam os poemas


O tempo nos faz esquecer o que nos trouxe até aqui
Mas eu lembro muito bem como se fosse amanhã"...


E, dentre tantas outras, eu encerro com...

"Muito prazer, meu nome é otário
Vindo de outros tempos, mas sempre no horário
Peixe fora d'água, borboletas no aquário


Muito prazer, meu nome é otário
Na ponta dos cascos e fora do páreo
Puro sangue, puxando carroça


Um prazer cada vez mais raro
Aerodinâmica num tanque de guerra
Vaidades que a terra um dia há de comer


"Ás" de Espadas fora do baralho
Grandes negócios, pequeno empresário
Muito prazer, me chamam de otário


Por amor às causas perdidas

Tudo bem, até pode ser
Que os dragões sejam moinhos de vento
Tudo bem, seja o que for
Seja por amor às causas perdidas
Por amor às causas perdidas


Tudo bem, até pode ser
Que os dragões sejam moinhos de vento
Muito prazer, ao seu dispor
Se for por amor às causas perdidas
Por amor às causas perdidas"...


Ai, ai... "Ando só, como um pássaro voando... Ando só, como se voasse em bando... ANDO SÓ POIS SÓ EU SEI ANDAR"...

E minha alma segue em frente... Respirando fundo, pés sangrando, mas... 

"Cento e dez
Cento e vinte
Cento e sessenta
Só pra ver até quando
O motor aguenta"...


E vamos que vamos............... 

"Pra ser sincero... Prazer em vê-la... Até mais..."

(Aqui eu acrescentaria uma estrofe maaaaaaassss... "Ninguém é igual a ninguém"... E isso também me espanta Humberto...)

(Disso eu sinto falta, mesmo, de verdade e com toda força que existe dentro de mim... Sinto falta da músicaaaaaa...)

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

14...




Sem comentários...





Livre Estou
Frozen - Uma Aventura Congelante


A neve branca brilhando no chão
Sem pegadas pra seguir
Um reino de isolamento e a rainha está aqui
A tempestade vem chegando e já não sei
Não consegui conter, bem que eu tentei

Não podem vir, não podem ver
Sempre a boa menina deve ser
Encobrir, não sentir, nunca saberão
Mas agora vão

Livre estou, livre estou
Não posso mais segurar
Livre estou, livre estou
Eu saí pra não voltar
Não me importa o que vão falar
Tempestade vem
O frio não vai mesmo me incomodar

De longe tudo muda
Parece ser bem menor
Os medos que me controlavam
Não vejo ao meu redor
É hora de experimentar
Os meu limites vou testar
A liberdade veio enfim
Pra mim

Livre estou, livre estou
Com o céu e o vento andar
Livre estou, livre estou
Não vão me ver chorar
Aqui estou eu e vou ficar
Tempestade vem

O meu poder envolve o ar e vai ao chão
Da minha alma flui em fractais de gelo em profusão
Um pensamento se transforma em cristais
Não vou me arrepender do que ficou pra trás

Livre estou, livre estou
Como o sol vou me levantar
Livre estou, livre estou
É tempo de mudar
Aqui estou eu
Vendo a luz brilhar
Tempestade vem
O frio não vai mesmo me incomodar

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Hoje nós vamos falar sobre o mal que a "amizade" faz...

Há uns anos atrás eu conheci uma "alma" e fiz dela minha amiga...

Ela olhava pra mim como eu era e dizia que queria que eu fosse feliz, que não entendia como alguém podia ser tão triste, tão cheia de cicatrizes, tão cheia de medos e traumas... Que aquilo não podia caber num ser humano pois era "desumano" demais tanta dor...

Ela questionava, remexia, revirara as minhas memórias como se quisesse tirar de fato tudo aquilo de mim... Eu, mesmo sentindo que não devia, me deixei vascular...

Foram muitas histórias ditas, muitas lágrimas derramadas, tanta coisa que eu nunca queria ter tirado do esquecimento... Era sempre a mesma fala: "Você precisa se livrar disso pra viver sem medo"...

E eu fui deixando que minhas verdades fossem aparecendo... E quando vi já tinha dito tudo de mim...

Eu só pedia uma coisa: "Por favor não me machuca"...

Os anos foram passando e aconteceu exatamente como nessa sequência da imagem... A pessoa foi me machucando, me ferindo, me quebrando... Me destruindo... Com requintes de crueldade... 

Hoje, anos passados, eu distante, sem sequer querer proximidade, fugindo pra cada vez mais distante, não querendo nem "voltar pra casa" pra não ter que ter contato, eis que a pessoa, não feliz com todo mal que já me fez, volta a me ferir...

Agora eu vou falar diretamente pra você...

Quando sua maldade, para comigo, vai parar? Você não vai se cansar nunca de tripudiar em cima dos meus sentimentos? Nunca vai se cansar de me causar dor e sofrimento? Vai continuar expondo a minha vida, as minhas coisas, a minha história, minha intimidade, minhas cicatrizes por aí? Você nunca vai me deixar viver sem me machucar? O que eu te fiz de tão ruim pra merecer que você faça isso comigo?

Será que era com esse tipo de amizade, respeito e reciprocidade que você queria apagar minhas dores?

Não bastou cuspir minhas dores na minha cara, me taxar de "vitimazinha" e me chutar ladeira abaixo pra que seu ego se elevasse? Precisa continuar remexendo minhas coisas pra se sentir vivo?

Hoje você está lendo aqui a resposta pra todas as perguntas que me fez... Foi por causa de gente como você que eu tenho tantas feridas na alma... Foi por confiar, dar afeto, ser amiga, ser de verdade para com gente assim, como você, que eu tenho tantos traumas...

Eu pensei que seu desprezo por mim já tinha atingido o ápice quando você usou minhas fraquezas contra mim...

Não precisava mostrar meu espaço pra ninguém, nem falar da minha vida, nem sequer lembrar que eu existo...

Já não tá satisfeito com todo mal que me causou?

Eu podia ter destruído sua vida e não fiz... Eu podia ter vomitado suas coisas por aí mas não fiz, sabe porquê? Porque eu sim sei respeitar as pessoas, eu não saio por aí diminuindo ninguém pra me sentir maior...

Eu sim fui tua amiga... Eu, infeliz e desavisadamente, confiei em você...

Por favor, por tudo que lhe for mais sagrado, pare de me ferir... Pare de me expor... Pare de ser cruel comigo... Eu segui pra longe, eu não te faço mal, eu nem cogitei "voltar pra casa" pra não habitar o mesmo chão que você... POR DEUS, POR FAVOR, PARE DE ME FERIR...

Você me fez perder a fé nas pessoas, me fez mais cicatrizes do que qualquer outra pessoa...

Eles feriram a minha carne, você feriu a minha alma...

Por favor, apenas me permita seguir em frente com os cacos que me restaram...

Como eu te disse há um tempo atrás, não te desejo mal, desejo apenas que a vida seja justa com você...

Por favor, pare de falar de mim... Sobre mim... Sobre QUALQUER COISA que diga respeito a mim...

Por favor, me deixe seguir em paz...

Só pra você saber, eu chorei, e chorei dolorosamente... Agora comemore, já que me ferir alimenta tanto a sua vaidade...

Que Deus tenha piedade da sua alma.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Ei, psiu, essa é pra você... É você mesma... kkkkkk



Blues da Piedade
Cazuza



Agora eu vou cantar pros miseráveis
Que vagam pelo mundo derrotados
Pra essas sementes mal plantadas
Que já nascem com cara de abortadas

Pras pessoas de alma bem pequena
Remoendo pequenos problemas
Querendo sempre aquilo que não têm

Pra quem vê a luz
Mas não ilumina suas minicertezas
Vive contando dinheiro
E não muda quando é lua cheia

Pra quem não sabe amar
Fica esperando
Alguém que caiba no seu sonho
Como varizes que vão aumentando
Como insetos em volta da lâmpada

Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Lhes dê grandeza e um pouco de coragem

Quero cantar só para as pessoas fracas
Que tão no mundo e perderam a viagem
Quero cantar o blues
Com o pastor e o bumbo na praça

Vamos pedir piedade
Pois há um incêndio sob a chuva rala
Somos iguais em desgraça
Vamos cantar o blues da piedade

Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Lhes dê grandeza e um pouco de coragem

(Agora chore, bufe, sapateie e vá pra casa tomar um rivotril pra acalmar os nervos "minha fã"... kkkkkkk... Me segue no Twitter e no Instagram... Kkkkkkkkkk... Ah, e se um dia sobrar uma grana, compra uma caixa de Omo e vai procurar uma trouxa de roupa pra lavar e para de fuçar a minha vida... Mas eu até entendo... Só não vou deixar de rir da sua cara, nem de sentir pena de você NUNCAAAAAAAA kkkkkkkk... Agora vá e morda a testa... Sua mediocridade me embrulha o estômago...)

(Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, não consigo parar de imaginar sua cara de c* olhando pra essa postagem, sabendo que é pra você, se vestindo inteira com a carapuça e não podendo dizer nada... Huahuahuahuahuahuahuahua...)

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Episódio de hoje: Eis que o "inevitável" aconteceu...

Eles estiveram frente a frente...

O que sentiram?

Ela não olhou pra ele em nenhum momento...

Se ele olhou? Nunca se há de saber...

O que ela sentiu? Ainda não sabe dizer...

Dias atrás ela leu por aí:

"A pior saudade é aquela que se sente daquilo que a pessoa era"...

Fim!

Eu SEMPREEEE quis isso...


quarta-feira, 19 de novembro de 2014

E depois de uma conversa sempre vem uma reflexão...

Hoje, depois de muito tempo, mais uma "ficha caiu" pra mim...

Estava no trabalho a tarde com uma "ex-colega" (porque já considero ela uma amiga de verdade), de papo, num "momento desabafo" sobre as "injustiças" da vida e deitamos a falar sobre muitas coisas, até chegarmos na parte do que representa esse trabalho em nossas vidas...

Falamos de quando e como chegou a nós a convocação e o quão somos gratas a Deus por nos trazer pra cá... Eis que eu acabei dizendo: "Deus me deu EXATAMENTE tudo que eu precisava... Distância, emprego e Bel"... Nesse momento eu parei, engoli seco e repeti: Deus me deu EXATAMENTE tudo que eu precisava...

Aí caiu minha ficha... Meus olhos encheram de lágrimas (não chorei na frente dela por motivos óbvios: Estávamos no trabalho, rs), mas como já era bem tarde (e eu tenho que correr pra assumir meu turno noturno de mãe), saímos pra casa... Porém meu coração já estava tomado de emoção e não dava mais pra retroceder... Eu precisava sentir...

Me lembrei de todas as vezes que eu sentava no chão da sala de casa, quando voltava do centro, e chorava porque meu coração doía por ter me apaixonado por alguém que partiu... O quanto eu sofria por um sentimento doente, de mão única e como eu ajoelhava no chão e pedia: Senhor, se não for pra ser tira de mim...

Me lembrei do desespero que tomou meu coração quando meu contrato acabou e eu teria que voltar pra casa da minha mãe, num contexto tão desfavorável, tão humilhante... Eu não tinha escolha... Eu precisava de um milagre...

Me lembrei do quanto eu pedi a Deus que me desse uma razão pra viver, que me permitisse ter alguém que quisesse receber esse tanto de amor que eu trago dentro de mim...

E quando a frase saiu dos meus lábios foi como se a resposta se tornasse verbo... "Deus me deu EXATAMENTE o que eu precisava"... Não tinha como conter a emoção...

Sim, era EXATAMENTE o que eu precisava... Mesmo quando meu coração foi colocado a prova, quando questionado se ainda sentia certas coisas, e respondeu que sim... 

E eu entendi, porquê quem fala é quem primeiro ouve, o que Deus fez por mim...

Hoje eu vejo que não existia forma melhor pra que tudo se resolvesse...

Eu não sei se sou digna de tamanho amor de Deus, mas eu preciso muito agradecer Sua tamanha misericórdia... 

Hoje tem alguém que aceita meu amor, que me espera em casa e todos os dias vem me receber na porta quando volto do trabalho... Hoje eu tenho um trabalho pra sustentar minha família e tenho a distância, que me fez entender o fim das coisas...

Sabe aquele texto "Razão, estação ou uma vida inteira"? Pois é... Ele se encaixaria bem aqui... (Se eu encontrá-lo posto no fim deste texto)

Deus não me abandonou, não me diminuiu... Deus fez o melhor por mim... Ele sempre fez...

Hoje, mais do que nunca, eu preciso agradecer... 

Muito obrigada Senhor por me dar EXATAMENTE o que eu precisava... Nem mais, nem menos, EXATAMENTE...

Não sei quais Seus planos pro meu futuro Senhor mas eu confio em Ti...

Guia-me... Usa-me como Teu instrumento de amor...

Queria também agradecer por me conceder essa amiga tão especial (que tenho certeza, fora enviada por Ti em meu auxílio)... Que essa amizade dure "uma vida inteira"... E que Teus planos se concretizem em nossas vidas Pai...

Muito obrigada Pai... De verdade, muito obrigada por EXATAMENTE tudo...

(Sil, obrigada por ser tão paciente, gentil, solicita e amável comigo... Mesmo eu não sendo boa em dizer, sendo melhor com a escrita, eu agradeço a Deus por sua amizade e peço que Ele sempre te ampare e te traga o auxílio que necessitas... Sei que sua passagem aqui é breve mas no meu coração já tens um pedaço só teu... Viu, eu te disse que "nunca sabemos o quanto atingimos as pessoas" e que Deus sempre nos usa, mesmo quando a gente não se dá conta... Muito obrigada... Cada dia que passa eu aprendo um pouco mais com sua sabedoria...)

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Não, hoje eu não tô legal! (Dia cinza... Como as "letras" cinzas...)

Mesmo em dias não tão "azuis da cor do mar" a gente cresce... (Tira algo de bom...)

Não é que estou aqui, sentada no meio do nada (no trabalho), ouvindo Bach?!

Bem disse um "amigo": "Perder-se também é o caminho"...

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Preciso ser forte, preciso ser forte, preciso ser forte, PRECISO SER FORTE...

Me ajuda Pai a passar por tudo isso...

Me ajuda a voltar minha vida nos eixos...

Não permita que eu dobre...

Me ajuda Pai a passar por tudo isso...


(Que segunda-feira essa... Uma costa só pra tantas chicotadas... EU PRECISO SER FORTE!!!!)

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

O que você fez nos últimos dois anos?

Ontem eu acordei com uma mensagem no meu celular... Uma mensagem de um número desconhecido e que trazia no corpo apenas o meu nome... Estranhei e, como sou muitooooo curiosa, fui investigar...

Me veio todo tipo de especulação e um "joguinho" começou até finalmente descobrir de quem se tratava...

Uns 5 anos atrás eu conheci um rapaz muito carinhoso, caseiro, entre outras coisas, e que possuía um bom humor incrível... Começamos um afair, mas eu deixei MUITO CLARO que não queria um "relacionamento" mas que gostava de tê-lo perto (ok, também achei moderno na época kkk)... A gente se via eventualmente, ficávamos juntos e riamos bastante de nossas bobagens... Chegamos a passar um fim de semana inteiro dentro de minha casa assistindo filmes infantis (enquanto o festival de inverno acontecia lá fora), comendo bobagens (e ele cozinhando pra mim...Ai, ai...), tudo por medo do H1N1 (kkkk)... Realmente foi um período bacana...

Volta e meia a gente ligava, se via, se divertia... Até que eu mudei de casa, conheci uma pessoa e comecei um relacionamento... A princípio ele não aceitava, ia na minha casa e dizia que eu não podia fazer isso com ele, que se eu quisesse assumiria uma relação comigo, que só não fez por eu dizer que não queria (e não queria mesmo... Nem com ele nem com ninguém)... Tive que ser dura com ele pra que entendesse a situação e que a gente não escolhe quando vai gostar de alguém... Enfim, ele aceitou mas disse: "Você vai ver, isso não dura dois anos"... E não é que não durou? (rs)

Dois anos atrás nós nos reencontramos, ele agora policial militar, eu sozinha e ele tentou me convencer a sermos como antes... Não dava, eu gostava de outra pessoa... Ainda ficamos juntos umas duas ou três vezes mas eu não consegui continuar... Ele insistiu, insistiu, insistiu e novamente eu tive que ser dura com ele até que ele entendesse que naquele momento eu não tava pronta pra tentar... Nos afastamos...

Ontem recebi a mensagem que citei anteriormente... Sim, era dele... E, na tentativa de descobrir quem era (quem me conhece sabe o quanto eu me resguardo), ele disse que era alguém que esteve comigo há "dois anos"... Eu acertei quem era e começamos a trocar mensagens...

Bem, contei tudo isso pra poder contextualizar o motivo desta "conversa" ter merecido vir parar no blog...

No meio da conversa ele me fez a pergunta: E aí, o que você fez nos últimos "dois anos"?

Sabe quando você está evitando pensar numa coisa, abafando um período do seu pensamento, não fazendo questão de refletir sobre e vem alguém (e nesse caso alguém por quem tenho carinho) e toca bem naquela ferida?

Isso mesmo, tenso...

Talvez se qualquer outra pessoa me fizesse essa pergunta eu simplesmente ignorasse e seguisse em frente, mas tinha que ser você Luciano? (rsrs)

O que eu fiz nesses nos dois últimos anos? Mais cedo ou mais tarde terei que parar pra me livrar desse peso...

Ah, como não gosto que me deixem curiosa... Estava aplicando uma prova quando a conversa de fato aconteceu e eu disse que "conversaríamos" depois...

Ele tá em casa, de perna quebrada e continua o mesmo "adorável dramático" de sempre (rsrs)...

E acho que pensou que, passados "dois anos" era a hora de "aparecer"... Mas agora estamos a milhas e milhas e milhas distante...

Abraço e melhoras querido... Sabe que você até me faria bem nesse momento? Seu bom humor, carinho, e até seus dramas, sempre foram bem vindos em minha vida... (Mas eu continuo não querendo relacionamentos kkkkkkk...)

Não sei se vou responder, nem refletir, nem ponderar, nem nada em relação aos últimos "dois anos"... Prefiro comer brigadeiro pra comemorar minha sementinha de felicidade... 

"Do resto não sei dizer" (Legião Urbana)...

Abraços!

sábado, 18 de outubro de 2014

Tempo, tempo, tempo, tempo... Passaaaaaaaa...

Madrugada... Um cansaço tão, tão, tão, tãoooo grande que não paro de sonhar com o recesso de dezembro...

Viajar, descansar, descansar e descansar...

Se bem que mãe não descansa nuncaaaaa... kkkk

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Depois do debate de ontem lembrei de uma coisa que eu guardei uns 4 anos e queria dizer agora...


Chuuuuuuuuuuuuppppaaaaaa eleitor babaca que defendeu Marina (na eleição de 2010 e provavelmente nessa) e sua "nova política"...

Hahahahahahahahahahahahahaaaaa...

Eu ri muito lembrando do discurso inflamado, da briga e do "xilique"...

Toma na cara agora... 

Vai crescer, estudar história, mergulhar na realidade e depois vem discutir política comigo...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk....

Essa mania que "alguns" tem de SEMPRE usar os caminhos mais fáceis pra defender seus "pontos de vista"...

Arruma a mala de novo e foge... Porque se fosse eu ia esconder minha cara mais fundo do quê a camada do pré-sal...

Eu voto em Dilma, eu acredito em Dilma e eu tenho consciência critica pautada em fatos, não em "oba oba oba aê"...


quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Depois de ver tanta asneira publicada por aí, resolvi publicar um texto, ENFIM, coerente sobre as eleições. Eis meu posicionamento.



Texto de Jean Wyllys, seguido do meu posicionamento.


Carta para além do muro (ou por que Dilma agora)
O muro não é meu lugar, definitivamente. Nunca gostei de muros, nem dos reais nem dos imaginários ou metafóricos. Sempre preferi as pontes ou as portas e janelas abertas, reais ou imaginárias. Estas representam a comunicação e, logo, o entendimento. Mas quando, infelizmente, no lugar delas se ergue um muro, não posso tentar me equilibrar sobre ele. O certo é avaliar com discernimento e escolher o lado do muro que está mais de acordo com o que se espera da vida. O correto é tomar posição; posicionar-se mesmo que a posição tomada não seja a ideal, mas a mais próxima disso. Jamais lavar as mãos como Pilatos — o que custou a execução de Jesus — nem sugerir dividir o bebê disputado por duas mães ao meio.
Sei que cada escolha é uma renúncia. E, por isso, estou preparado para os insultos e ataques dos que gostariam que eu fizesse escolha semelhante às suas.
Por respeito à democracia interna do meu partido, aguardei a deliberação da direção nacional para dividir, com vocês, minha posição sobre o segundo turno. E agora que o PSOL já se expressou, eu também o faço.
Antes de mais nada, quero dizer que estou muito feliz e orgulhoso pelo papel cumprido ao longo de toda a campanha por Luciana Genro. Jamais um/a candidato/a presidencial tinha assumido em todos os debates, entrevistas e discursos — e, sobretudo, no programa de governo apresentado — um compromisso tão claro com a defesa dos direitos humanos de todos e todas. Luciana foi a primeira candidata a falar as palavras "transfobia" e "homofobia" num debate presidencial, além de defender abertamente o casamento civil igualitário, a lei de identidade de gênero e a criminalização da homofobia nos termos em que eu mesmo a defendo; mas também foi a primeira a defender, sem eufemismos, as legalizações do aborto e da maconha como meios eficazes de reduzir a mortalidade da população pobre e negra, a taxação das grandes fortunas, a desmilitarização da polícia e outras pautas que considero fundamentais. O PSOL saiu da eleição fortalecido.
Agora, no segundo turno, a eleição é entre os dois candidatos que a população escolheu: Dilma Rousseff e Aécio Neves. E eu não vou fugir dessa escolha porque, embora tenha fortes críticas a ambos, acredito que existam diferenças importantes entre eles.
A candidatura de Aécio Neves - com o provável apoio de Marina Silva (e o já declarado apoio dos fundamentalistas MAL-AFAIA e pastor Everaldo; do ultra-reacionário Levy Fidélix; da quadrilha de difamadores fascistas que tem por sobrenome Bolsonaro e do PSB dos pastores obscurantistas Eurico e Isidoro) - representa um retrocesso: conservadorismo moral, política econômica ultra-liberal, menos políticas sociais e de inclusão, mais criminalização dos movimentos sociais, mais corrupção (sim, ao contrário do que sugere parte da imprensa, o PT é um partido menos enredado em esquemas de corrupção que o PSDB) e mais repressão à dissidência política e menos direitos civis.
Mesmo com todos as críticas que eu fiz, faço e continuarei fazendo aos governos do PT, a memória da época do tucanato me lembra o quanto tudo pode piorar. Por outro lado, Aécio representa uma coligação de partidos de ultra-direita, com uma base ainda mais conservadora que a do governo Dilma no parlamento. Esse alinhamento político-ideológico à direita entre Executivo e Legislativo é um perigo para a democracia!
Vocês que acompanham meus posicionamentos no Congresso, na imprensa e aqui sabem o quanto eu fui crítico, durante estes quatro anos, das claudicações e recuos do governo Dilma e do tipo de governabilidade que o PT construiu. Mas sabem também que eu tenho horror a esse anti-petismo de leitor da revista marrom, por seu conteúdo udenista, fundamentalista religioso, classista e ultra-liberal em matéria econômico-social. Considero-o uma ameaça às conquistas já feitas, que não são todas as que eu desejo, mas existem e são importantes, principalmente para os mais pobres. As manifestações de racismo e classismo que eu vi nos últimos dias nas redes sociais contra o povo nordestino, do qual faço parte como baiano radicado no Rio, mais ainda me horrorizam!
Por isso, avançando um pouco em relação à posição da direção nacional do PSOL, que declarou "Nenhum voto em Aécio", eu declaro que, nesse segundo turno das eleições, eu voto em Dilma e a apóio, mesmo assegurando a vocês, desde já, que farei oposição à esquerda ao seu governo (logo, uma oposição pautada na justiça, na ética, nas minhas convicções e no republicanismo), apoiando aquilo que é coerente com as bandeiras que defendo e me opondo ao que considero contrário aos interesses da população em geral e daqueles que eu represento no Congresso, como sempre fiz.
Hoje, antes de dividir estas palavras com vocês, entrei em contato com a coordenação de campanha da presidenta Dilma para antecipar minha posição e cobrar, dela, um compromisso claro com agendas mínimas que são muito caras a mim e a tod@s @s que me confiaram seu voto.
E a presidenta Dilma, após argumentar que pouco avançou na garantia de direitos humanos de minorias porque, no primeiro mandato, teve de levar em conta o equilíbrio de forças em sua base e priorizar as políticas sociais mais urgentes, garantiu que, dessa vez, vai:
1. fazer todos os esforços que lhe cabem como presidenta para convencer sua base a criminalizar a homofobia em consonância com a defesa de um estado penal mínimo;
2. fazer todos os esforços que lhe cabem como presidenta para mobilizar sua base no Legislativo para legalizar algo que já é uma realidade jurídica: o casamento CIVIL igualitário. (Ela ressaltou, contudo, que vai tranquilizar os religiosos de que jamais fará qualquer ação no sentido de constranger igrejas a realizarem cerimônias de casamento; a presidenta deixou claro que seu compromisso é com a legalização do CASAMENTO CIVIL - aquele que pode ser dissolvido pelo divórcio - entre pessoas do mesmo sexo);
3. fazer maior investimento de recursos nas políticas de prevenção e tratamento das DSTs/AIDS, levando em conta as populações mais vulneráveis à doença;
4. dar maior atenção às reivindicações dos povos indígenas, conciliando o atendimento a essas reivindicações com o desenvolvimento sustentável;
5. e implementar o PNE - Plano Nacional de Educação - de modo a assegurar a todos e todas uma educação inclusiva de qualidade, sem discriminações às pessoas com deficiências físicas e cognitivas, LGBTs e adeptos de religiões minoritárias, como as religiões de matriz africana.
Por tudo isso, sobretudo por causa desse compromisso, eu voto em Dilma e apoio sua reeleição. Se ela não cumprir, serei o primeiro a cobrar junto a vocês!" 


Assim se faz debate político... Com a argumentação correta... 


Não precisamos dizer "amém" a tudo, mas reconhecer que o progresso aconteceu/acontece e cobrar que melhore ainda mais, sim...


Vestir a camisa do "contra", pura e simplesmente, por radicalismo irracional é desmoralizar e diminuir o debate.


Por isso eu acredito que TUDO deve ser raciocinado antes de ser compartilhado/vomitado por aí...


Conteste tudo que você lê/vê/ouve por aí... Seja de que parte for... Mas melhore seus argumentos, não rebaixe o debate.


Eu voto e apoio Dilma Rousseff, não por paixão politico partidária mas por acreditar naquilo que MEUS OLHOS enxergam e que passou pelo crivo da MINHA RAZÃO.


Já passou da hora de deixarmos de ser "reprodutores de discursos sem fundamento"... 


Antes de arrotar xingamentos faça uma análise profunda. O pleito passa mas a vida continua e as cobranças, seguidas dos devidos créditos, precisam permanecer. Não adianta ser "contra só por ser", no calor da hora... Acompanhar, debater, averiguar e formar um raciocínio crítico é importantíssimo. Chega de rebeldia sem causa.


‪#‎ficaadica‬

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Algo que sempre me acalmou... Sempre me fortaleceu... Mesmo nas dores mais doídas...

Age em mim Senhor... Não me deixa cair...


Espírito


Espírito, Espírito, Espírito Santo de Deus.
Espírito, Espírito, Espírito Santo de Deus.
Vem controlar todo o meu ser,vem dirigir o meu viver.
O meu pensar, o meu falar, o meu sentir, o meu agir.

Respirando fundo... Pra poder continuar...

Hoje eu senti falta de alguém, de um parceiro, de uma companheiro... De uma alma viva pra dividir certas coisas comigo...

Acho que, de todos os tempos desta existência, esse é o momento que me sinto mais forte e mais frágil...

Hoje eu senti falta de alguém pra dividir as despesas, pra dividir as atividades domésticas, pra brincar um pouco com minha filha enquanto eu tomo um banho normal... Alguém que fosse ao banco pagar as contas, ao mercado comprar as verduras, a padaria comprar o pão...

Parece mesquinho né? Querer alguém só pra dividir essas coisas... Talvez até seja... Mas desejar que alguém tenha sentimento de verdade por mim já é utopia demais... Já parei de acreditar nessas coisas... As últimas paredes do meu castelo de "sonhos" foram derrubadas pelos ventos da credulidade... Hoje eu só queria coisas possíveis... Palpáveis... 

Hoje eu senti falta de ter um pai...

Destes que colocam a gente no colo e dizem: Calma, eu vou te proteger!

Falta de ter alguém em casa pra que eu não tenha que sair desesperada do trabalho e ter apenas 5 minutos (ou menos) pra chegar e assumir um "segundo turno" sem tempo nem pra respirar...

Hoje eu senti falta até da minha mãe...

Protege Senhor a minha casa, a minha filha, não me deixa dobrar... Me fortaleça Pai...

Não tô nem conseguindo fazer uma prece direito...

Vou colar a letra de uma canção e repeti-la, repeti-la, repeti-la, repeti-la até meu coração acalmar...



"Senhor, Põe Teus Anjos Aqui


Senhor, Põe Teus Anjos aqui
Senhor, Põe Teus Anjos aqui

Com a espada desembainhada
Senhor, Põe Teus Anjos aqui

Não deixes que o inimigo
Escarneça e zombe de nós

Cobre, Senhor, com Teu Sangue
Senhor, Põe Teus Anjos aqui

Senhor, Põe Teus Anjos lá fora
Senhor, Põe Teus Anjos na rua
Senhor, Põe Teus Anjos lá em casa"

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Me apaixonei... Aretha, i love you so much!!!


Bem, eu preciso desabafar...



Gente, vamos falar sério agora, chega de brincar de "gente"...

O que as pessoas fazem na sua intimidade, a quem destinam seus afetos, o que fazem com seus bens é realmente o que incomoda os ditos "pensadores", os ditos "normais", os "heteros faladores de merda"?

Ainda estou refletindo sobre o baú de asneiras aberto pelo candidato "você sabe quem" no debate essa semana... E de tudo que foi dito o que mais me revoltou foi a comparação DOENTIA que o mesmo fez entre pedofilia e homossexualidade, citando o Papa e seguindo de incitação da "maioria" pra enfrentar a "minoria"...

GENTE... GENTE... GENTEEEE... Estamos falando de quê mesmo? De GENTE... De seres humanos...

Deus do céu, perdoa Pai a ignorância e a crueldade destes que enchem a boca de merda e tentam colocar GENTE contra GENTE...

Em nome de quê isso?

Vemos os canais de TV mostrando, em programação dita "infanto-juvenil", traição em família, sexo desenfreado, palavrão, racismo, preconceito, e o sujeito ainda vem fazer uma asneira deste tamanho...

Abra seus olhos senhor candidato ao "mármore do inferno"... Estamos falando de GENTE, coisa que o senhor não é...

O que as pessoas fazem na sua intimidade lhes pertence, e SOMENTE A ELAS... Não é o sexo que conta SEU DOENTE, o que conta é a integridade, o caráter, o que o outro traz no seu coração...

Agora me diz o que lhe diferencia dos homens que agem em nome de sei lá o que e matam inocentes pelo simples fato de acharem que "os fins justificam os meios"?

O que diferencia o senhor dos que matavam pra "limpar a raça"?

É esse tipo de GENTE que lhes representa? É esse tipo de GENTE que escreve as leis, que sai por aí formando fanáticos, que sai por aí rotulando, separando e matando GENTE com suas palavras de ordem ("Somos maioria, vamos contra essa minoria")...

Tem horas que eu me pergunto se eu realmente ainda vejo esse tipo de GENTE vivendo sob os céus ou se isso é apenas a minha mente que se enganou...

GENTE, GENTE, GENTEEE... Respeitem-se... Amem-se...

Se eu colocasse aqui toda minha indignação talvez fosse queimada viva, já que respeitar os que se amam, independente de serem iguais ou opostos, parece tão surreal...

Não se permitam contaminar por esse tipo de GENTE, minha GENTE...

Hoje achamos que estão "falando o que ninguém tem coragem", amanhã estaremos achando normal queimar índio porque se achava que era SÓ um mendigo, quiçá estejamos com lampadas, porretes e pedras agredindo, ferindo ou matando aquilo que era GENTE mas que foi desenhada como MINORIA...

Senhor candidato, respeite aqueles que foram criados pelo mesmo PAI.

Perdoem a força mas não consegui me calar.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

"EXECUTIVO SE DEMITE APÓS RECEBER CARTA DE SUA FILHA DE 10 ANOS".

(CRIANÇA LISTOU 22 ACONTECIMENTOS IMPORTANTES DE SUA VIDA QUE O PAI PERDEU DEVIDO A COMPROMISSOS DO TRABALHO)

O executivo Mohamed El-Erian, internacionalmente reconhecido por seu trabalho na companhia de gestão de investimento Pimco, revelou ter deixado o cargo de CEO na empresa no início deste ano graças, em boa parte, a uma carta de sua filha. A menina de dez anos escreveu uma lista apontando 22 acontecimentos marcantes em sua vida que o pai havia perdido em razão do trabalho.

Entre esses momentos, estavam o primeiro dia de escola dela, um desfile de Halloween, o primeiro jogo de futebol e muitos recitais. O pedido de demissão do guru de investimento em janeiro de 2014 chocou o mundo financeiro. Só agora, em um artigo no site Worth, El-Erian esclareceu a sua saída - ou pelo menos parte das razões que o levaram a abandonar a gestora de investimentos que administra cerca de US$ 2 trilhões.

"Há cerca de um ano, eu pedi à minha filha várias vezes para fazer algo — escovar os dentes, eu acho — e não tive sucesso", escreveu. "Ela então me pediu para esperar um minuto, foi ao quarto e voltou com um pedaço de papel. Era uma lista em que ela tinha compilado os eventos e atividades importantes que eu havia faltado devido a compromissos de trabalho."

Segundo ele, havia uma boa desculpa para cada ocasião: viagens, reuniões importantes, um telefonema urgente e tarefas a cumprir. "Mas me dei conta de que não estava considerando algo infinitamente mais importante. (...) Eu não estava passando tempo suficiente com ela."

A situação incomodou bastante o executivo. "Foi um sinal de alerta. E é um dos principais motivos pelos quais eu decidi fazer uma enorme mudança profissional". Após renunciar ao cargo de CEO da Pimco, El-Erian diz que optou por fazer somente trabalhos de meio período, que exigem menos viagens e permitem mais flexibilidade.

O investidor, que estudou em Oxford e Cambridge, afirmou que agora tem tempo até de pegar sua filha na escola. Desde então, ele e a esposa se revezam para acordar a menina, preparar o café da manhã e levá-la à escola.

"Infelizmente, nem todas as pessoas têm esse luxo. Mas espero que empresas deem mais atenção à importância do balanço entre vida e trabalho, e mais e mais pessoas estejam em posição de decidir e agir em função do que é importante para elas."

Mohamed El-Erian

Fonte: http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Acao/noticia/2014/09/executivo-se-demite-apos-receber-carta-de-sua-filha-de-10-anos.html

(Meu coração hoje tá sensível demais... Não permita Senhor que a vida me roube o tempo pra que eu possa viver tudo que se apresentar na vida da minha Belzinha...)

Saudade... De quê/quem? Eu e minhas "estranhas estranhezas"...


Quanto Tempo Demora Um Mês


Acordei com o seu gosto
E a lembrança do seu rosto
Porque você se fez tão linda?

Mas agora você vai embora
Quanto tempo será que demora
Um mês pra passar?

A vida inteira de um inseto
Um embrião pra virar feto
A folha do calendário
O trabalho pra ganhar o salário

Mas daqui a um mês
Quando você voltar
A lua vai tá cheia
E no mesmo lugar

Se eu pudesse escolher
Outra forma de ser
Eu seria você.

E a saudade em mim agora
Quanto tempo será que demora
Um mês pra passar?

Ser campeão da copa do mundo
Um dia em Saturno
Pra criança que não sabe contar vai levar um tempão

Daqui a um mês
Quando você voltar
A lua vai tá cheia
E no mesmo lugar

Mas daqui a um mês
Quando você voltar
A lua vai tá cheia
E no mesmo lugar

Ouvindo canções, aleatoriamente, do meu computador e, de repente, essa tocou e me deu um aperto no peito... Uma sensação de saudade... Mas de saudade forte... Meus olhos marejaram... Não sei de quê, de quem ou de que tempo é a saudade só sei que me veio a sensação com força, como se algo/alguém também estivesse "chamando" por mim...

Eu e essa mania de sentir coisas "sem sentido" mas que sempre tem um "fundo de verdade"...

Seja, lá o que for, que seja breve em passar pois tenho a sensibilidade aguçada demais e fico mexida... As sensações/sentimentos em mim NUNCA são habituais, simplórias ou insipientes... TUDO sempre me invadiu com muita INTENSIDADE... 

Enquanto isso eu fico ouvindo a canção... E repetindo, repetindo, repetindo... Vai que aconteça qualquer coisa... "Daqui a um mês"...