segunda-feira, 20 de maio de 2013

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Pra que eu nunca esqueça...


"O lance está no ar, é só você gritar bem alto, alto
Mas se prepare, prepare.
Porque nada no mundo é de graça,
Você pode até ter medo, mas ande, caminhe, 
e só não pare, não pare...
Não pare nunca!

Nada no mundo é de graça".

(Rosa de Saron)

Ouvindo... Pensando...


Acenda a Luz
Rosa de Saron



Já se sentiu tão fraco, sozinho flutuando pelo ar?
Sem nenhum lugar em vista pra pousar?
Já se sentiu vazio, perdido e procurando um cais seguro?
Um mundo em que pudesse se encaixar?

Pra acalmar sua alma, seus sonhos libertar
Mude as vozes que soam em você
Há mais caminhos para percorrer
Conquiste tudo que é seu sem medo de sofrer

Acenda a luz e deixe brilhar
Agora é sua vez de se encontrar
Acenda a luz e deixe brilhar
Se ame pra que eu possa te amar

Já se sentiu estranho, gritando sem ninguém pra escutar?
Como se o mundo inteiro fosse te julgar?
Já se sentiu pequeno, sem forças pra lutar, fingir?
Abra a porta se ela não se abrir

Não deixe ninguém insistir que você não sabe e pode conseguir
Não desista de nunca desistir

E eu me peguei pensando sobre mim...

E me peguei um pouco aflita por saber que, coisas que eu havia deixado pra trás, ainda me cercam...

Me peguei sentindo dores que eu jurava ter esquecido...

Remoendo sensações que eu lutei tanto pra que saíssem de mim...

Eu sempre soube que não tinha "imunidade" a determinadas coisas, situações e/ou fatos... Só não sei porque "me deixei levar" pelos mesmos "caminhos"...

Não, não estava forte o suficiente pra me meter onde não fui chamada, nem tinha direito de ficar "remexendo" coisas que não me dizem respeito... Eu tinha me prometido não tomar conhecimento de nada mais... É, me traí...

De repente (não mais que "de repente") senti um embrulho no estômago (e não é por conta da gravidez) que me fez "cair na real"...

Bem disse Fernando Pessoa: 

"Segue o teu destino
Rega as tuas plantas
Ama as tuas rosas
O resto é a sombra
De árvores alheias"...

Acho que vou preferir meus silêncios, minha solidão, meu isolamento, meu alheamento... Acho que vou preferir ser apenas "Eu e Você", meu bebê...

Tem coisas que trazem em si um gosto de vendaval... Que bagunça sempre o terreno que pisa...

Não, eu não tenho controle do que sinto, penso e sou...

É por essas e outras que retiro meus sentidos e sensações do meio de campo... 

Preciso de águas calmas...

Preciso deixar pra trás...

Preciso esquecer...

Preciso esquecer...

Abraço!


segunda-feira, 13 de maio de 2013

E ontem foi meu "aniversário"...

Sim, foi... E foi triste...

Quando se é criança as expectativas são no entorno da festa, doces, brincadeiras, presentes... 

Tudo parece meio mágico... A gente quase nem dorme imaginando acordar com o quarto cheio de presentes e a mesa cheia de gostosuras...

O tempo vai passando e você já não espera mais por festas, mas ainda imagina que ganhará um presente... Que seus amigos vão lembrar de você...

Mais na frente você já nem espera mais presentes, festa então você já esqueceu até como é, mas ainda assim seu coração vibra quando o telefone toca (o que não aconteceu comigo ontem), você se pega imaginando pra quem você é importante, quem lembrará do "seu dia", quem te dará um abraço???

Engraçado isso, pois o tempo até muda mas as expectativas permanecem...

Ontem, eu me peguei chorando copiosamente por ter recebido apenas duas mensagens no celular fazendo menção ao meu aniversário... Até parabéns pros enfermeiros eu devo ter recebido, mas só duas pessoas lembraram do meu aniversário...

Preciso confessar... De todos os aniversários este me pareceu o mais triste... Senti um vazio tão grande, uma sensação de não ter importância...

Nenhum doce, nenhum bolo, nenhuma festa, nenhum presente, sem abraços, sem telefonemas, sem importância...

No fim da noite "alguém" apareceu e me abraçou (ele também tinha esquecido) e foi um pouco "consolador"... Meia-noite e um do dia 13.05.2013... Enfim foi o que fez o dia "terminar" com um pouco menos de cinza... (Obrigada por vir...)

Tanta coisa acontecendo, tanta confusão dentro de mim, e naquele que seria "o meu dia", só me restou chorar até dormir... 

Vida que segue...

Abraços para mim... E para vocês...

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Aff, que tanta coisa...

Quantas coisas misturadas...

Aff, me ajuda mamãezinha, deixa a mamãe ficar um pouquinho sem sintomas...

Até dor de cabeça eu tô hoje...

#oremos.

sexta-feira, 3 de maio de 2013

E era isso que eu precisava...

E foi "aqui" que eu encontrei força pra seguir em frente...

Foi "aqui" que o medo foi amenizado...

Obrigada!

E eu tô acreditando...

... Que Deus, realmente, me escolheu e está me preparando...

Esse momento é turbulento mas sei que é uma sementinha de amor que eu estou gerando...

Tenho medo de tanta coisa e ao mesmo tempo uma fé que é maior que eu...

Que esse momento seja de crescimento e muito amor, meu bebezinho...

Te amo muito, meu "pedacinho de felicidade"...

Que tua chegada seja plena de saúde, paz e luz...

Sinta-se amado, querido, sinta-se "presente de Deus" pra nós (E o"papai" também pensa assim)...

Que Deus nos proteja e que tudo corra bem, meu anjinho...

Obrigada Senhor, muito obrigada.